Raquel Coelho demarca-se de “casos como o do JPP” e evoca historial do PTP

A candidata do PTP às eleições legislativas regionais Raquel Coelho disse hoje que o “grande desafio” no próximo domingo “será votar bem”, perante a presença de 17 partidos no boletim de voto. “Há muita gente desanimada, que já não acredita...

Raquel Coelho demarca-se de “casos como o do JPP” e evoca historial do PTP
A candidata do PTP às eleições legislativas regionais Raquel Coelho disse hoje que o “grande desafio” no próximo domingo “será votar bem”, perante a presença de 17 partidos no boletim de voto. “Há muita gente desanimada, que já não acredita na política e nos políticos, sobretudo quando nós vemos na comunicação social notícias menos dignas por parte dos agentes políticos, como o caso de ontem do JPP, em que atribuiu por ajustes diretos um valor superior a um milhão de euros a um escritório de advogados, que só por acaso tem ligação ao JPP”, mencionou Raquel Coelho, numa iniciativa partidária em frente ao Edifício do Governo. “Isto que aconteceu com a JPP não é caso único. Um pouco por todas as câmaras da ilha, sobretudo do PSD e do PS, nós observamos esses comportamentos menos dignos por parte dos agentes políticos”, disse. “Mas quero dizer que ainda há gente boa, digna e com seriedade e honestidade”, complementou, indicando exemplos de políticos do PTP que “não compactuam com este tipo de compadrio”. “O apelo que eu faço é que olhem para o historial de luta política de cada partido. Nem toda a gente está na política para se beneficiar, havendo quem perca por defender os madeirenses”, declarou, referindo, por exemplo, o caso de José Manuel Coelho, a braços com vários casos judiciais. “Nem toda a gente vem para a política para se favorecer”, sublinhou.