Raquel Coelho: “É caso para dizer parabéns, máfia”

O PTP perdeu a sua representação parlamentar nestas eleições regionais, não conseguindo eleger nenhum deputado.  A trabalhista Raquel Coelho, que começou por dar os seus parabéns à “máfia”, perde o lugar na Assembleia Legislativa da Madeira,...

Raquel Coelho: “É caso para dizer parabéns, máfia”
O PTP perdeu a sua representação parlamentar nestas eleições regionais, não conseguindo eleger nenhum deputado.  A trabalhista Raquel Coelho, que começou por dar os seus parabéns à “máfia”, perde o lugar na Assembleia Legislativa da Madeira, assim como o deputado independente Gil Canha, que integrou a lista do PTP nestas eleições em quarto lugar.  “Os grupos económicos, os grandes partidos que são controlados pelos interesses empresariais ,que vêm controlando os destinos da Região há mais de 40 anos, parece que se vão perpetuar, pelo menos mais quatro anos”, afirmou a cabeça de lista Raquel Coelho. “Tudo indica que o PSD há-de conseguir governar mesmo com maioria relativa com o apoio do CDS e, portanto, vemos que não houve qualquer mudança e, com a bipolarização, acabaram por tirar a voz na Assembleia Legislativa da Madeira aos partidos mais combativos, aos partidos mais sérios e honestos que tivemos no nosso panorama regional”, acrescenta. Não escondendo alguma desilusão com os resultados finais, Raquel Coelho assegura que o PTP tentou fazer o seu melhor em prol da população da Madeira do Porto Santo. “Tínhamos uma excelente equipa, fizemos um bom trabalho ao longo destes anos, mas o eleitorado, infelizmente, preferiu optar por outras forças políticas, que acabaram por não ser bem-sucedidas, como é o caso do Partido Socialista”. Explica, dizendo que o PS teve “essa grande vitória que foi acabar com a oposição ou pelo menos derrotar por agora na ALM os partidos com voz mais crítica contra o sistema instalado”. Da parte do PTP, a candidata admite que este não era o resultado esperado, mas garante que “não é porque morre uma andorinha que acaba a primavera”. Lembra que o PTP continua a ter um eleito na Assembleia Municipal do Funchal, e reitera que o PTP irá continuar a trabalhar em prol do povo da Madeira e do Porto Santo, realçando que a 6 de outubro há outra eleição. Apela, por último, a que os madeirenses e porto-santenses reconheçam, para a Assembleia da República, o PTP e o seu cabeça de lista, José Manuel Coelho.