Rede social Twitter rejeita qualquer publicidade política

A rede social Twitter vai rejeitar qualquer publicidade política, anunciou hoje Jack Dorsey, o cofundador da rede, referindo que o alcance das mensagens políticas “não deve ser comprado”. "Decidimos parar com toda a publicidade política no...

Rede social Twitter rejeita qualquer publicidade política
A rede social Twitter vai rejeitar qualquer publicidade política, anunciou hoje Jack Dorsey, o cofundador da rede, referindo que o alcance das mensagens políticas “não deve ser comprado”. "Decidimos parar com toda a publicidade política no Twitter em todo o mundo. Nós acreditamos que o alcance de uma mensagem política não deve ser comprado," disse Jack Dorsey, num texto publicado na rede social. Jack Dorsey que uma mensagem política ganha audiência com as subscrições do cliente ou as reproduções da mensagem. "Pagar pelo para ter audiência remove essa escolha e impõe mensagens políticas perfeitamente otimizadas e direcionadas às pessoas", diz Dorsey, acrescentando que essa é uma decisão que “não deve ser poluída pelo dinheiro”. Esta escolha contrasta com a da rede social Facebook, com Mark Zuckerberg a defender as mensagens políticas na sua rede, incluindo as que continham inverdades, em nome da liberdade de expressão.