Regionais de 22 de setembro serão "decisivas para os madeirenses", defende Albuquerque

Miguel Albuquerque afirmou hoje, durante um comício realizado em Santa Cruz, que as eleições regionais de 22 de setembro serão "decisivas para os madeirenses". "Todos os homens e mulheres de bem têm de pensar no nosso percurso de recuperação:...

Regionais de 22 de setembro serão
Miguel Albuquerque afirmou hoje, durante um comício realizado em Santa Cruz, que as eleições regionais de 22 de setembro serão "decisivas para os madeirenses". "Todos os homens e mulheres de bem têm de pensar no nosso percurso de recuperação: em 43 anos pegámos numa terra que era a mais atrasada de Portugal e tornámo-la numa das mais desenvolvidas", disse. "Esta forma de sermos, de lutamos e defendermos o que é nosso está em jogo no dia 22." O candidato do PSD considerou que "a alternativa é um partido socialista que afastou os seus militantes históricos, e que é uma barriga de aluguer de António Costa", e sublinhou que "quem fez as mudanças não foram estas anedotas do PS, que não têm currículo, não têm história para fazer estas mudanças".  "O que está em causa é a continuidade do nosso percurso de crescimento e desenvolvimento", vincou. "Não conseguimos construir nada com ruturas, não conseguimos crescer se houver desequilíbrios e instabilidade. Connosco sabem que nunca traímos a Madeira, o PSD nunca trairá a nossa autonomia." Albuquerque lançou ainda várias farpas a António Costa, visando as palavras do primeiro-ministro no comício do PS, esta tarde, em Machico. Criticou as" falsas promessas" e "caça ao voto vergonhosa", acusando Costa de pensar que "está a falar com atrasados mentais".  "Porque não explicou porque não fez ainda a revisão do subsídio de mobilidade", questionou, entre outros temas como o ferry, o passe sub-23, ou os juros da dívida. Albuquerque disse ainda que "o povo madeirense não quer se mandado por Lisboa, quer continuar a ter desenvolvimento, quer continuar a ser livre e a tratar o seu rumo", considerando por isso que "António Costa será derrotado pelo povo madeirense".