Reino Unido/Eleições: Líder nacionalista escocesa pede saída de Boris Johnson

A líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou hoje que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, “é perigoso” e o seu acordo de ‘Brexit’ “desastroso”, pedindo que seja afastado do poder nas eleições de 12 de dezembro....

Reino Unido/Eleições: Líder nacionalista escocesa pede saída de Boris Johnson
A líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou hoje que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, “é perigoso” e o seu acordo de ‘Brexit’ “desastroso”, pedindo que seja afastado do poder nas eleições de 12 de dezembro. Sturgeon, que falava em Glasgow (Escócia) na apresentação do programa do SNP para as legislativas antecipadas de dezembro no Reino Unido, insistiu nas potenciais consequências do ‘Brexit’ e pediu aos eleitores para votarem no seu partido, que promete convocar um novo referendo sobre a saída da União Europeia (UE). No referendo de 2016, quase dois terços dos escoceses (62%) votaram pela permanência do Reino Unido na UE. “Um voto no SNP é um voto para fugir ao ‘Brexit’, é um voto para colocar o futuro da Escócia nas mãos da Escócia e é um voto para evitar que o Partido Conservador de Boris Johnson tenha uma maioria”, disse Sturgeon, frente a um cenário onde se lia a frase “Parar o Brexit”. O primeiro-ministro conservador, argumentou, “é perigoso e inapto” para as funções de chefe de governo e o acordo de saída que negociou com a UE “é desastroso”. “Votando no SNP podemos expulsar os Tories do poder”, insistiu a líder nacionalista, que espera conseguir capitalizar a demissão, em agosto, da popular líder dos conservadores na Escócia, Ruth Davidson, por divergências com a linha dura de Johnson em relação à saída da UE. Nas últimas eleições legislativas, em 2017, o SNP venceu em 35 das 59 circunscrições escocesas. O partido é a terceira força política na Câmara dos Comuns (650 deputados), depois dos Conservadores e dos Trabalhistas. “Estamos prontos para falar com outros partidos para formar uma aliança progressista”, disse Sturgeon, numa referência à constituição de uma maioria com o Labour. Em troca do seu apoio, o SNP exige o fim do programa nuclear britânico Trident e a canalização do respetivo orçamento, estimado em 200 mil milhões de libras (cerca de 234 mil milhões de euros), para os serviços públicos. O SNP quer também organizar um novo referendo sobre a independência da Escócia em 2020, depois de na última consulta, realizada em 2015, 55% dos escoceses terem votado pela permanência no Reino Unido.