Rota dos Vinhos da Madeira envolve cinco concelhos e 107 parceiros

Depois de ter sido apresentada a Rota da Cana Sacarina e do Rum, a secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, lançou, esta tarde, na Quinta Magnólia, a Rota dos Vinhos da Madeira. Este é um guia que se destina a todos os visitantes,...

Rota dos Vinhos da Madeira envolve cinco concelhos e 107 parceiros
Depois de ter sido apresentada a Rota da Cana Sacarina e do Rum, a secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, lançou, esta tarde, na Quinta Magnólia, a Rota dos Vinhos da Madeira. Este é um guia que se destina a todos os visitantes, assim como aos madeirenses e que permite, a quem tenha interesse nesta área, partir à descoberta de um conjunto de experiências que existem, na Região, associadas a um dos nossos produtos mais emblemáticos: o Vinho Madeira. "É um guia que possibilita, aos nossos turistas, criar um circuito visitável que pode incluir a visita às empresas produtoras de vinho, às garrafeiras, às adegas, aos Wine Bars, aos restaurantes e aos Hotéis associados à temática, assim como participar nos eventos que fazem parte desta Rota do Vinho", explicou, na ocasião, a governante, acrescentando que "aquilo que se pretende é que, quem nos visita, possa usufruir de experiências únicas e autênticas, inspiradas na Região vitícola da Madeira, algo que não é replicável noutra qualquer parte do mundo". "Estamos, assim, a contribuir para a maior diversificação da nossa oferta – entre tantos elementos de atração que já temos, este é mais um elemento diferenciador – assim como para a maior e necessária valorização do nosso destino, a partir da criação e divulgação de novos conteúdos", sublinhou Paula Cabaço, acrescentando que esta é, também, mais uma forma de potenciar novas oportunidades de negócio no setor e para promover o vinho e os seus produtores, associando-o a outros produtos, nomeadamente a gastronomia, o artesanato ou o património imaterial. A produção deste guia envolveu a participação dos concelhos de Câmara de Lobos, São Vicente, Machico, Porto Moniz e Calheta e conta, atualmente, com 107 parceiros aderentes, entre produtores de vinho, hotéis, restaurantes, Wine Bars e garrafeiras. A rota inclui diferentes temáticas – a história, a produção e comercialização do Vinho – e inclui, também, um conjunto de eventos anuais associados ao vinho, assim como os pontos de interesse turístico associados à paisagem marcada por esta produção.