Santander doa 600 mil euros para material hospitalar

O Santander informou, em comunicado, que já autorizou mais de 600 mil euros para aquisição de material hospital, através de vários projetos que pretendem dotar as instituições de saúde portuguesas de melhores condições para fazer face ao surto de Covid-19.   "O Santander será uma das grandes empresas a participar no projeto de doação de ventiladores pulmonares ao Serviço Nacional de Saúde, a instalar nos cuidados intensivos de várias unidades hospitalares. O Banco participa também na iniciativa da Associação Portuguesa de Bancos para doação ao Serviço Nacional de Saúde de 100 ventiladores e 100 monitores", lê-se na referida nota do Santander. A iniciativa 'SOS Coronavírus' é outro dos projetos apoiados. Mais informam que a  AEP – Associação Empresarial de Portugal abriu uma conta de solidariedade no Santander para angariar fundos para o Covid-19, no âmbito da iniciativa SOS Coronavírus, em colaboração com a Ordem dos Médicos. "A totalidade dos fundos angariados será utilizada para adquirir equipamentos em carência nos centros de saúde e hospitais para o tratamento e controlo do Covid-19. Esses equipamentos incluem material de proteção para profissionais de saúde (luvas, máscaras, fatos, álcool gel), bem como ventiladores, monitores e outro equipamento técnico. Os donativos podem ser feitos para a conta PT 50 0018 0003 5209 5486 0209 1", acrescenta..   Anteriormente, o Santander "juntou-se à tech4COVID19 para apoiar o Projeto Material Hospitalar, com o objetivo de angariar equipamentos de proteção individual, ventiladores e testes de despiste ao Covid-19 para os profissionais de saúde. Nesta fase, o Banco contribuiu para a aquisição de 50.000 máscaras P2".   O Banco associou-se ainda, conforme indicam, à campanha de angariação de fundos 'Unidos por Portugal' da SIC Esperança e da Federação Portuguesa de Futebol. Esta iniciativa conta com o apoio das principais figuras da Seleção Nacional e algumas das caras conhecidas do canal de televisão. Os fundos obtidos destinam-se à aquisição de material hospitalar e equipamentos de proteção individual para organizações sociais em maior necessidade. Nos Açores, o Santander doou também um equipamento para a realização de análises que permita um rápido despiste do vírus e, consequente, atuação médica. Este equipamento será "essencial para que o Sistema Regional de Saúde consiga aumentar em seis vezes a sua capacidade no que respeita à realização de análises de deteção do Covid-19", na Região.  

Santander doa 600 mil euros para material hospitalar
O Santander informou, em comunicado, que já autorizou mais de 600 mil euros para aquisição de material hospital, através de vários projetos que pretendem dotar as instituições de saúde portuguesas de melhores condições para fazer face ao surto de Covid-19.   "O Santander será uma das grandes empresas a participar no projeto de doação de ventiladores pulmonares ao Serviço Nacional de Saúde, a instalar nos cuidados intensivos de várias unidades hospitalares. O Banco participa também na iniciativa da Associação Portuguesa de Bancos para doação ao Serviço Nacional de Saúde de 100 ventiladores e 100 monitores", lê-se na referida nota do Santander. A iniciativa 'SOS Coronavírus' é outro dos projetos apoiados. Mais informam que a  AEP – Associação Empresarial de Portugal abriu uma conta de solidariedade no Santander para angariar fundos para o Covid-19, no âmbito da iniciativa SOS Coronavírus, em colaboração com a Ordem dos Médicos. "A totalidade dos fundos angariados será utilizada para adquirir equipamentos em carência nos centros de saúde e hospitais para o tratamento e controlo do Covid-19. Esses equipamentos incluem material de proteção para profissionais de saúde (luvas, máscaras, fatos, álcool gel), bem como ventiladores, monitores e outro equipamento técnico. Os donativos podem ser feitos para a conta PT 50 0018 0003 5209 5486 0209 1", acrescenta..   Anteriormente, o Santander "juntou-se à tech4COVID19 para apoiar o Projeto Material Hospitalar, com o objetivo de angariar equipamentos de proteção individual, ventiladores e testes de despiste ao Covid-19 para os profissionais de saúde. Nesta fase, o Banco contribuiu para a aquisição de 50.000 máscaras P2".   O Banco associou-se ainda, conforme indicam, à campanha de angariação de fundos 'Unidos por Portugal' da SIC Esperança e da Federação Portuguesa de Futebol. Esta iniciativa conta com o apoio das principais figuras da Seleção Nacional e algumas das caras conhecidas do canal de televisão. Os fundos obtidos destinam-se à aquisição de material hospitalar e equipamentos de proteção individual para organizações sociais em maior necessidade. Nos Açores, o Santander doou também um equipamento para a realização de análises que permita um rápido despiste do vírus e, consequente, atuação médica. Este equipamento será "essencial para que o Sistema Regional de Saúde consiga aumentar em seis vezes a sua capacidade no que respeita à realização de análises de deteção do Covid-19", na Região.