Sara Madalena defende regime fiscal específico no norte da Madeira e Porto Santo

Sara Madalena, candidata do CDS-PP Madeira à Assembleia da República contactou esta quinta-feira com as populações dos concelhos de São Vicente e Porto Moniz, no âmbito da campanha para as eleições legislativas nacionais de 6 e outubro.   ...

Sara Madalena defende regime fiscal específico no norte da Madeira e Porto Santo
Sara Madalena, candidata do CDS-PP Madeira à Assembleia da República contactou esta quinta-feira com as populações dos concelhos de São Vicente e Porto Moniz, no âmbito da campanha para as eleições legislativas nacionais de 6 e outubro.    Há comerciantes no Porto Moniz que ponderam encerrar portas durante os meses de inverno porque "a carga fiscal e a falta de actividades para atrair pessoas" ao concelho obrigam a "uma grande ginástica" para manter os pequenos negócio fora do período de verão. A candidata do CDS-PP Madeira à Assembleia da República ouviu os desabafos dos comerciantes, tomou nota e não escondeu alguma preocupação com a solução avançada  pelos próprios pequenos empresários: "É fechar, assim não dá", sentenciam. "A Semana do Mar é pouco, o concelho tem de ter mais actividade durante os outros meses do ano", sugerem. Sara Madalena pega nas queixas e explica que o CDS apresentou no Parlamento, há quatro anos, uma proposta para que os três concelhos da costa norte da Madeira, São Vicente, Porto Moniz, Santana e o Porto Santo beneficiem de um regime fiscal específico, iniciativa que o PSD se tem recusado a aprovar.  "Estive de visita aos concelhos de São Vicente e Porto Moniz para contactos com as populações e mormente com os comerciantes, que nos transmitiram preocupação acerca da grande taxa de fiscalidade e do peso que ela tem sobre o comércio", referiu a candidata do CDS-PP à Assembleia da República pela Madeira, concretizando: "Há uma senhora no Porto Moniz que está a ponderar encerrar a sua atividade por não tem capacidade para fazer face ao pagamento dos impostos."