SEF identifica três crianças vítimas de tráfico humano no aeroporto de Lisboa

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), deteve, no início deste mês, um cidadão estrangeiro por fortes indícios da prática dos crimes de auxílio à imigração ilegal e tráfico de seres humanos, quando, à chegada ao Aeroporto de Lisboa,...

SEF identifica três crianças vítimas de tráfico humano no aeroporto de Lisboa
O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), deteve, no início deste mês, um cidadão estrangeiro por fortes indícios da prática dos crimes de auxílio à imigração ilegal e tráfico de seres humanos, quando, à chegada ao Aeroporto de Lisboa, num voo proveniente de Angola, conduzia dois menores de 9 e 15 anos, alegando ser seus filhos, revela o Notícias ao Minuto. Num comunicado citado pela referida fonte, o SEF revela que foram desde logo suscitadas dúvidas quanto à paternidade das crianças. Por forma a acautelar o superior interesse das crianças, foi solicitado ao Ministério Público do Tribunal de Família e Menores a realização de um teste de ADN, cujo resultado conhecido esta sexta feira veio a revelar "excluído de forma conclusiva” os laços de parentesco invocados. Os menores foram assim sinalizados como vítimas de tráfico de seres humanos e encaminhados para uma casa de acolhimento segura, onde vão aguardar os ulteriores trâmites processuais. Também este mês, o SEF detetou uma outra situação similar no aeroporto de Lisboa. Uma mulher de nacionalidade estrangeira fazia-se acompanhar por uma criança, de 11 anos, alegando ser sua mãe. Depois de realizado o teste de ADN, ficou comprovada a inexistência de laços de parentesco. A criança foi, tal como os outros dois menores, encaminhada para uma casa de acolhimento segura.