SESARAM lamenta morte de criança e garante ter sido "prescrita a medicação adequada"

O SESARAM emitiu um comunicado em que lamenta a morte da criança de oito anos e explica os contornos do caso. Eis a transcrição integral da referida nota: "É com imenso pesar e tristeza, que o Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira...

SESARAM lamenta morte de criança e garante ter sido "prescrita a medicação adequada"
O SESARAM emitiu um comunicado em que lamenta a morte da criança de oito anos e explica os contornos do caso. Eis a transcrição integral da referida nota: "É com imenso pesar e tristeza, que o Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira (SESARAM, E.P.E) lamenta o falecimento de uma criança de 8 anos no Hospital Dr. Nélio Mendonça. A criança deu entrada no Serviço de Urgência Pediátrica no sábado, 11 de janeiro, com um quadro compatível com uma infeção viral respiratória superior. Perante o quadro que a criança apresentava, foram cumpridos os protocolos de atuação preconizados e prescrita a medicação adequada. No dia seguinte, por agravamento do seu estado clínico, recorreu ao serviço de atendimento urgente do Centro de Saúde da sua área de residência, tendo sido assistida e,  devido à sua situação inspirar cuidados mais diferenciados, transferida em ambulância, acompanhada por profissional de saúde para o Serviço de Urgência Hospitalar no Funchal, onde, lamentavelmente,  viria a falecer. Toda esta situação está a ser alvo de análise e de averiguação interna. Simultaneamente, de acordo com o procedimento instituído aguarda-se decisão do Magistrado do Ministério Público quanto à realização ou não de autópsia, a qual será comunicada directamente à Medicina Legal. Está disponibilizado apoio psicológico para acompanhar a família e profissionais de saúde. O SESARAM e os seus profissionais lamentam profundamente o falecimento e solidariza-se com os familiares".