Sete pescadores vistos pela última vez em frente ao Cabo Girão ainda não foram encontrados

Como o JM noticia na edição impressa de hoje, o capitão do porto do Funchal acionou ontem os meios da Marinha para efetuar buscas a uma embarcação de pesca que não comunica com a terra há mais de dois dias e cuja última localização conhecida...

Sete pescadores vistos pela última vez em frente ao Cabo Girão ainda não foram encontrados
Como o JM noticia na edição impressa de hoje, o capitão do porto do Funchal acionou ontem os meios da Marinha para efetuar buscas a uma embarcação de pesca que não comunica com a terra há mais de dois dias e cuja última localização conhecida foi em frente ao Cabo Girão. A referida embarcação permanece incontactável, sendo que a bordo seguem sete pescadores, que estão dados como desaparecidos. As operações de busca prosseguem hoje com o navio patrulha Tejo e a lancha rápida Hidra, da Marinha Portuguesa, bem como com a aeronave C295 da Força Aérea Portuguesa (FAP). As buscas foram retomadas às 08h00 da manhã de hoje, sendo que a aeronave da FAP irá continuar até cerca das 14h00. A partir dessa altura, o navio Tejo e a lancha Hidra irão continuar a procurar os pescadores desaparecidos. Segundo apurou o JM, a área de busca definida abrange cerca de 90 milhas. Apesar de até agora as buscas terem sido infrutíferas, estão a ser envidados todos os esforços no sentido de encontrar os pescadores.