Squash: favoritos mostram argumentos no Torneio Internacional da Madeira

O Torneio Internacional da Madeira em Squash entra agora na fase decisiva, com a conclusão, da segunda ronda da competição. Os favoritos não deixaram os seus créditos por mãos alheias e confirmaram, com maior ou menor dificuldade, a presença...

Squash: favoritos mostram argumentos no Torneio Internacional da Madeira
O Torneio Internacional da Madeira em Squash entra agora na fase decisiva, com a conclusão, da segunda ronda da competição. Os favoritos não deixaram os seus créditos por mãos alheias e confirmaram, com maior ou menor dificuldade, a presença nos quartos-de-final. O muito público presente nos courts do ginásio Galo Active deu por bem empregue o seu tempo pois a emoção subiu de nível e o espetáculo foi inebriante. Patrick Rooney, 1.º cabeça-de-série, quis limpar a imagem deixada na última edição da prova, onde foi afastado na primeira ronda pelo português Cláudio Pinto. Ontem o jogador inglês não deu qualquer hipótese ao seu adversário, o espanhol Sergio Garcia Pollan, vencendo e convencendo por claros 3-0. De resto, todos os cabeças-de-série pré-designados comprovaram o porquê de possuírem um ranking superior aos seus oponentes e carimbaram o passaporte para os quartos de final da competição. O inglês Tom Ford, atual 580 do ranking PSA e a quem a organização atribui um wild card, tem vindo a mostrar o porquê de já ter ocupado a posição 60 na hierarquia mundial e promete ser a surpresa da competição neste seu regresso ao circuito profissional. O jogador inglês derrotou Emyr Evans do País de Gales por 3-1 e medirá forças com o espanhol Bernat Jaume num encontro que promete emoções fortes. Já os dois portugueses em prova conheceram ontem sortes distintas. Rui Soares (4 pré designado) afastou da competição o inglês Harry Falconer por 3-0, enquanto que Cláudio Pinto perdeu - apesar de ter deixado tudo em court - diante do segundo cabeça de série, o espanhol Bernat Jaume por igual parcial.