Startups madeirenses podem concorrer a fundo nacional PLUS

Realizou-se esta tarde o webinar “Investimento local em questões globais”, uma iniciativa que juntou a Startup Madeira e a Casa do Impacto com vista a promover o fundo nacional PLUS, que irá distribuir meio milhão de euros para os empreendedores testarem e escalarem negócios com impacto social e ambiental. A iniciativa contou com 3 oradores convidados, Inês Sequeira, Diretora da Casa do Impacto, Carlos Soares Lopes, Presidente da Startup Madeira, e Alberto Mojitar, Fundador da The Equal Food. Para Carlos Soares Lopes, presidente da Startup Madeira, organismo que é tutelado pela secretaria regional de Economia, este encontro permitiu estabelecer uma proximidade com a Casa do Impacto, garantindo que os empreendedores madeirenses vão também poder concorrer a este fundo nacional dedicado ao impacto. Na sua intervenção, Carlos Soares Lopes recordou que “a Madeira e Porto Santo podem vir a ser um excelente laboratório para testes de soluções globais. As questões de sustentabilidade, proteção da vida marinha, o acesso à educação por via digital e a utilização de recursos energéticos, são algumas das áreas que já estão a ser exploradas na nossa região e que este fundo poderá ajudar”, sublinhou. Já Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto, relembrou que todas as candidaturas serão feitas on-line e os investimentos deverão estar alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pelas Nações Unidas. Referiu ainda que este é um contributo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa que permite apoiar numa fase pré-seed e early stage iniciativas que podem ser testadas na Madeira e mais tarde escaláveis para outras regiões ou países. O importante é que criem impacto social e ambiental. Um dos exemplos abordados no evento foi o da “The Equal Food”, uma startup apoiada pela Casa do Impacto. Alberto Mojitar, fundador da empresa, falou dos desafios estratégias e visões para a área da distribuição agrícola. O empresário considera que este é um tempo de dificuldades e de oportunidades e que os empreendedores sociais poderão ter um contributo importante a dar nesta fase. De referir que esta foi a primeira colaboração da Startup Madeira com a Casa do Impacto, cuja principal missão é potenciar empresas a adicionar valor, social ou ambiental, ao meio onde se inserem.

Startups madeirenses podem concorrer a fundo nacional PLUS
Realizou-se esta tarde o webinar “Investimento local em questões globais”, uma iniciativa que juntou a Startup Madeira e a Casa do Impacto com vista a promover o fundo nacional PLUS, que irá distribuir meio milhão de euros para os empreendedores testarem e escalarem negócios com impacto social e ambiental. A iniciativa contou com 3 oradores convidados, Inês Sequeira, Diretora da Casa do Impacto, Carlos Soares Lopes, Presidente da Startup Madeira, e Alberto Mojitar, Fundador da The Equal Food. Para Carlos Soares Lopes, presidente da Startup Madeira, organismo que é tutelado pela secretaria regional de Economia, este encontro permitiu estabelecer uma proximidade com a Casa do Impacto, garantindo que os empreendedores madeirenses vão também poder concorrer a este fundo nacional dedicado ao impacto. Na sua intervenção, Carlos Soares Lopes recordou que “a Madeira e Porto Santo podem vir a ser um excelente laboratório para testes de soluções globais. As questões de sustentabilidade, proteção da vida marinha, o acesso à educação por via digital e a utilização de recursos energéticos, são algumas das áreas que já estão a ser exploradas na nossa região e que este fundo poderá ajudar”, sublinhou. Já Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto, relembrou que todas as candidaturas serão feitas on-line e os investimentos deverão estar alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pelas Nações Unidas. Referiu ainda que este é um contributo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa que permite apoiar numa fase pré-seed e early stage iniciativas que podem ser testadas na Madeira e mais tarde escaláveis para outras regiões ou países. O importante é que criem impacto social e ambiental. Um dos exemplos abordados no evento foi o da “The Equal Food”, uma startup apoiada pela Casa do Impacto. Alberto Mojitar, fundador da empresa, falou dos desafios estratégias e visões para a área da distribuição agrícola. O empresário considera que este é um tempo de dificuldades e de oportunidades e que os empreendedores sociais poderão ter um contributo importante a dar nesta fase. De referir que esta foi a primeira colaboração da Startup Madeira com a Casa do Impacto, cuja principal missão é potenciar empresas a adicionar valor, social ou ambiental, ao meio onde se inserem.