Thomas Cook: Candidatura do PS-M à AR propõe Plano de Contingência

A candidatura do PS pelo círculo eleitoral da Madeira às eleições para a Assembleia da República reuniu-se hoje com a direção da Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF) para ressaltar a necessidade de um plano de contingência para...

Thomas Cook: Candidatura do PS-M à AR propõe Plano de Contingência
A candidatura do PS pelo círculo eleitoral da Madeira às eleições para a Assembleia da República reuniu-se hoje com a direção da Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF) para ressaltar a necessidade de um plano de contingência para a Região no âmbito da falência do operador britânico Thomas Cook. “É um problema sério para a Região e achamos que é necessário um plano de contingência”, declarou o cabeça de lista dos socialistas pela Região Autónoma nas Eleições Legislativas Nacionais de 6 de outubro, Carlos Pereira, à comunicação social, à margem da reunião. Em resposta a esta abordagem, a ACIF comprometeu-se a auscultar ainda hoje os empresários, junto dos quais irá acompanhar a situação e a transmitir, posteriormente, ‘feedback’ ao PS que irá, por sua vez, alertar o Ministério da Economia para as repercussões da falência do operador britânico na Região. Como de momento esses dados não se encontram disponíveis, não é ainda possível definir esse plano de contingência. De qualquer modo, linhas de crédito para as empresas e situações de ‘layoff’ relacionadas com os hoteleiros poderão ser equacionadas, esclareceu Carlos Pereira. O socialista alertou, no entanto, que “não vale a pena estar a fazer disto uma situação catastrófica porque ainda não é” e pode nunca chegar a ser. Em todo o caso, concluiu, “é importante haver soluções".