União: Únicas contas em dia tinham como fornecedora a ex-mulher de Filipe Silva

O União emitiu um comunicado em que se insurge contra o despejo unilateral de quatro jogadores por parte de Filipe Silva, e em que esclarece que as únicas contas que o clube tinha em dia tinham como fornecedora a ex-mulher de Filipe Silva....

União: Únicas contas em dia tinham como fornecedora a ex-mulher de Filipe Silva
O União emitiu um comunicado em que se insurge contra o despejo unilateral de quatro jogadores por parte de Filipe Silva, e em que esclarece que as únicas contas que o clube tinha em dia tinham como fornecedora a ex-mulher de Filipe Silva. Eis a transcrição integral da nota: "O Clube de Futebol União da Madeira, Futebol, SAD, repudia o comportamento do anterior Presidente do Conselho de Administração, que, numa acto de mera vingança pessoal e desconsiderando o direito constitucional à habitação, despeja unilateralmente quatro jogadores na véspera de um jogo crucial para o desempenho da equipa sénior no campeonato nacional de seniores (felizmente coroado com uma clara vitória por 3-0), e até no mais completo arrepio ao espírito da quadra natalícia que se vive, com a agravante de ter dado instruções a um colaborador da SAD para retirar indevidamente todos os pertences do apartamento arrendado, continuando a faltar à verdade. Ao contrário do que afirma o Sr. Filipe Silva, existe um contrato de arrendamento para fins habitacionais, celebrado entre esta sociedade desportiva e a sua ex-mulher, com recibos emitidos, e rendas pagas até o passado mês de Outubro, pelo que não se encontrará sequer preenchido qualquer pressuposto de incumprimento definitivo do contrato, que possa ser objecto de acção judicial de despejo e, muito menos, de qualquer acto de justiça popular como o praticado, no passado sábado, pelo ex-presidente da desta SAD, absolutamente condenável num Estado de direito democrático. Julgamos importante realçar aos sócios e funcionários do clube, que este é o único fornecedor com quem a SAD tinha as contas em dia à data de entrada desta Administração  Mais nos cumpre transmitir que, contra todos os ventos e marés, continuaremos a pautar nosso desempenho pela verdade e pela transparência de acção, em absoluta defesa dos interesses do emblema que representamos, o nosso União da Madeira".