Unicef exige cessar-fogo na Síria para assistir milhares de crianças obrigadas a fugir

A Unicef alertou hoje que mais de 6.500 crianças foram forçadas a abandonar as suas casas por causa de combates no noroeste da Síria, exigindo um cessar-fogo para lhes dar ajuda humanitária. "A crise no noroeste da Síria está tornar-se num...

Unicef exige cessar-fogo na Síria para assistir milhares de crianças obrigadas a fugir
A Unicef alertou hoje que mais de 6.500 crianças foram forçadas a abandonar as suas casas por causa de combates no noroeste da Síria, exigindo um cessar-fogo para lhes dar ajuda humanitária. "A crise no noroeste da Síria está tornar-se num problema de proteção das crianças com uma dimensão sem precedentes", afirmou em comunicado a diretora executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Henrietta Fore. Com a fuga destas crianças, sobe para mais de 300.000 o número de menores que tiveram que abandonar as suas casas no noroeste do país. Ao todo, "1,2 milhões de crianças vivem em situação de necessidade aguda, com falta de alimentos, água e medicamentos", acrescentou Fore. O acesso a serviços básicos é "muito limitado ou não existe", apontou Henrietta Fore, com as famílias de deslocados a procurarem refúgio em escolas, mesquitas, prédios em construção ou lojas, quando não estão ao relento, "suportando chuva intensa e um frio gelado". Segundo a Unicef, das 900 crianças que morreram no último ano por causa da guerra na Síria, 75% vivia no noroeste, onde a cidade de Idlib é a mais afetada.