Universidade Sénior da Ribeira Brava arranca com 80 alunos

A Universidade Sénior da Ribeira Brava (USRB) deu início, na tarde de hoje, ao seu terceiro ano letivo com uma cerimónia de receção aos alunos e professores no jardim da Câmara Municipal da Ribeira Brava. Na cerimónia de início do novo ano escolar, Ricardo Nascimento destacou que a aposta na USRB foi muito importante para manter os cidadãos seniores ativos, salientando que a autarquia também tem “muito a ganhar” com o saber dos mais velhos. “Os projetos e as várias disciplinas da USRB são positivos para os alunos. É positivo a autarquia também ganhar com a vossa experiência, porque se dizem que a ‘velhice é um posto’, ser sénior também é um posto. E, obviamente, por mais temáticas novas, técnicas novas e conceitos novos que aprendam há algo, que é a vossa experiência de vida, que também será positivo para o nosso concelho”, sustentou o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava, aproveitando para agradecer todas as parcerias que ajudam a universidade sénior a ser uma realidade. Em representação da Secretaria Regional de Educação, Nadine Mota enalteceu a iniciativa da autarquia em ter criado uma universidade sénior. “Em 2018/2019, o Município da Ribeira Brava criou, em boa hora, a universidade sénior, representando um desafio ao envelhecimento ativo e um contributo para o estimulo intelectual da população mais idosa”, vincou. Por sua vez, Zélia Encarnação, coordenadora da USRB, transmitiu que o currículo da universidade sénior “é rico e vasto”, apresentando palestras com vários temas e proporcionando inúmeras atividades na área do desporto e lazer, onde se incluem visitas culturais dentro e fora da ilha da Madeira. Funcionando com cerca de uma dezena de professores, a USRB tem uma oferta formativa constituída por diversas disciplinas, onde se incluem: Português, Inglês, TIC, Saúde, História Local, Expressão Artística e Educação Física. “Todas estas disciplinas são escolhidas e selecionadas segundo o interesse dos nossos alunos, havendo, assim, a formação de quatro turmas num universo de 80 alunos. Portanto, estes alunos inscrevem-se livremente nas diferentes disciplinas, palestras e atividades complementares”, explicou Zélia Encarnação.

Universidade Sénior da Ribeira Brava arranca com 80 alunos
A Universidade Sénior da Ribeira Brava (USRB) deu início, na tarde de hoje, ao seu terceiro ano letivo com uma cerimónia de receção aos alunos e professores no jardim da Câmara Municipal da Ribeira Brava. Na cerimónia de início do novo ano escolar, Ricardo Nascimento destacou que a aposta na USRB foi muito importante para manter os cidadãos seniores ativos, salientando que a autarquia também tem “muito a ganhar” com o saber dos mais velhos. “Os projetos e as várias disciplinas da USRB são positivos para os alunos. É positivo a autarquia também ganhar com a vossa experiência, porque se dizem que a ‘velhice é um posto’, ser sénior também é um posto. E, obviamente, por mais temáticas novas, técnicas novas e conceitos novos que aprendam há algo, que é a vossa experiência de vida, que também será positivo para o nosso concelho”, sustentou o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava, aproveitando para agradecer todas as parcerias que ajudam a universidade sénior a ser uma realidade. Em representação da Secretaria Regional de Educação, Nadine Mota enalteceu a iniciativa da autarquia em ter criado uma universidade sénior. “Em 2018/2019, o Município da Ribeira Brava criou, em boa hora, a universidade sénior, representando um desafio ao envelhecimento ativo e um contributo para o estimulo intelectual da população mais idosa”, vincou. Por sua vez, Zélia Encarnação, coordenadora da USRB, transmitiu que o currículo da universidade sénior “é rico e vasto”, apresentando palestras com vários temas e proporcionando inúmeras atividades na área do desporto e lazer, onde se incluem visitas culturais dentro e fora da ilha da Madeira. Funcionando com cerca de uma dezena de professores, a USRB tem uma oferta formativa constituída por diversas disciplinas, onde se incluem: Português, Inglês, TIC, Saúde, História Local, Expressão Artística e Educação Física. “Todas estas disciplinas são escolhidas e selecionadas segundo o interesse dos nossos alunos, havendo, assim, a formação de quatro turmas num universo de 80 alunos. Portanto, estes alunos inscrevem-se livremente nas diferentes disciplinas, palestras e atividades complementares”, explicou Zélia Encarnação.