Valor médio de avaliação bancária de habitação aumentou em dezembro em termos homólogos

Em dezembro de 2019, o valor médio de avaliação bancária de habitação na RAM diminuiu face ao mês anterior, mas aumentou em termos homólogos. De acordo com os dados hoje disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em dezembro...

Valor médio de avaliação bancária de habitação aumentou em dezembro em termos homólogos
Em dezembro de 2019, o valor médio de avaliação bancária de habitação na RAM diminuiu face ao mês anterior, mas aumentou em termos homólogos. De acordo com os dados hoje disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em dezembro de 2019, o valor médio de avaliação bancária de habitação na Região Autónoma da Madeira (RAM) fixou-se em 1 413 euros/m2, tendo registado um decréscimo de 1,2% em relação ao mês precedente e um aumento de 5,4% face ao mesmo mês do ano anterior. Nos apartamentos, o valor médio de avaliação bancária na RAM foi de 1 445 euros/m2, registando uma variação de +0,1% comparativamente a novembro de 2019 e de +6,6% face ao mês homólogo. Nas moradias, este indicador situou-se nos 1 372 euros/m2, inferior em 2,9% ao valor observado em novembro de 2019 e superior em 3,6% face ao valor do período homólogo. O valor médio de avaliação bancária no Funchal, em dezembro de 2019, situou-se nos 1 620 euros/m2, atingindo os 1 656 euros/m2 nos apartamentos e os 1 551 euros/m2 nas moradias, o que representou variações mensais de -0,4%, +1,4% e -3,9% e variações homólogas de +6,8%, +4,8% e +8,8%, respetivamente. O valor médio de avaliação bancária no País registou um aumento de 0,7% face a novembro 2019, fixando-se em 1 321 euros/m2. A variação homóloga foi de +8,3%. Os valores mais elevados foram observados no Algarve (1 742 euros/m2), na Área Metropolitana de Lisboa (1 639 euros/m2), surgindo, na 3.ª posição, a RAM (1 413 euros/m2).