Vento forte está a impedir aterragens e descolagens no Aeroporto da Madeira

O forte vento na zona do Aeroporto Internacional da Madeira está a impedir o movimento de aterragens e descolagens, tendo seis aviões regressado à origem ou divergido para outros aeroportos, informou fonte do aeroporto. A mesma fonte do aeroporto...

Vento forte está a impedir aterragens e descolagens no Aeroporto da Madeira
O forte vento na zona do Aeroporto Internacional da Madeira está a impedir o movimento de aterragens e descolagens, tendo seis aviões regressado à origem ou divergido para outros aeroportos, informou fonte do aeroporto. A mesma fonte do aeroporto da ilha confirmou que hoje nenhum avião da escala conseguiu aterrar até às 10:00, com o último a utilizar a pista às 00:58. “O problema é o vento e alguma fraca visibilidade”, explicou. Da escala de chegadas previstas para hoje, dois aviões da Tap, um proveniente do Porto divergiu para Lisboa e outro com origem nesta cidade regressou à origem. A mesma situação aconteceu com duas aeronaves da easyjet. Dois voos da TuiFly, um oriundo de Hannover e outro de Munique optaram por ir para Gran Canária, mencionou a mesma fonte. O avião da Binter ainda não descolou do Porto Santo para realizar a ligação entre as duas ilhas. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou o arquipélago da Madeira (ilhas da Madeira e Porto Santo) sob aviso amarelo devido às previsões de precipitação, sobretudo nas zonas montanhosas. Céu muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte, a partir do início da manhã, passando a regime de aguaceiros a partir do meio da tarde, sendo mais frequentes nas vertentes norte e terras altas, são as previsões atmosféricas do IPMA para hoje para o arquipélago. Quanto ao vento, indica que será moderado de sudoeste, por vezes forte (até 40 quilómetros), sendo moderado a forte (30 a 50 quilómetros) nas terras altas, rodando para noroeste durante a tarde.